Calculos Renais

Um cálculo renal, popularmente denominado pedra no rim, é uma massa ou agregado cristalino sólido que se forma nosrins a partir de sais minerais presentes na urina. Os cálculos do sistema urinário (urolitíases) são geralmente classificados em função da sua localização nos rins (nefrolitíase), uretra (uretrolitíase) ou bexiga (cistolitíase), ou e...

Um cálculo renal, popularmente denominado pedra no rim, é uma massa ou agregado cristalino sólido que se forma nosrins a partir de sais minerais presentes na urina. Os cálculos do sistema urinário (urolitíases) são geralmente classificados em função da sua localização nos rins (nefrolitíase), uretra (uretrolitíase) ou bexiga (cistolitíase), ou em função da suacomposição química (constituídos por cálcio, estruvite, ácido úrico ou outros minerais). Cerca de 80% dos cálculos renais ocorrem em homens.

Os cálculos renais são geralmente expelidos do corpo através da corrente urinária. A maior parte dos cálculos forma-se e deixa o corpo sem manifestar quaisquer sintomas. No entanto, quando um cálculo atinge uma dimensão considerável, geralmente superior a 3 mm, pode provocar obstrução da uretra. Esta obstrução causa azotemia pós-renal, hidronefrose(distensão e dilatação da pelve e dos cálices renais e espasmo da uretra. Estes factores provocam dores, sentidas de forma mais intensa na região lombar entre as costelas e a anca, na parte inferior do abdómen ou na virilha – uma condição denominada cólica renal. As cólicas renais podem estar associadas a náuseas, vómitos, febre, sangue ou pus na urina ou ainda dor ao urinar. As cólicas renais geralmente manifestam-se em episódios com duração de 20 a 60 minutos, começando na parte lateral da região lombar ou na parte inferior das costas, e muitas vezes alargando-se para a virilha ou para os órgãos genitais. O diagnóstico de um cálculo renal é realizado mediante a informação obtida a partir do historial clínico, de exames físicos, de análises à urina ou de radiografia, podendo ainda ser complementado por ecografia ouanálises de sangue.

Quando um cálculo não provoca sintomas, uma das opções é aguardar de forma vigilante. Em caso de cálculos com sintomas, os analgésicos são geralmente a primeira medida de tratamento, recorrendo-se a anti-inflamatórios não esteroides ou opiáceos. Os casos mais graves podem necessitar de intervenção cirúrgica. É possível dividir um cálculo em vários fragmentos de forma não invasiva através de litotripsia. Noutros casos, podem ser necessárias de técnicas mais invasivas, entre as quais técnicas percutâneas ou de cistoscopia. Por vezes, pode ser necessário aplicar na uretra um cateter para contornar a obstrução e aliviar os sintomas.

Mais

Calculos Renais Existe um produto.

Mostrando 1 - 1 de 1 item
Mostrando 1 - 1 de 1 item